Projeto de Sustentabilidade – 6D

Projeto de Sustentabilidade – 6D

Projeto de Sustentabilidade (6D)

O 6D do Building Information Modeling (BIM), em português, Modelagem das Informações da Construção, de Sexta Dimensão, é o processo onde são feitas as análises de qualidade urbana, projeto e conforto, eficiência energética, conservação de recursos materiais, gestão da água e práticas sociais, consumo e pegada de carbono de obra, visando que se obtenham construções mais inteligentes, sustentáveis e econômicas.

Quais projetos envolvem o Projeto de Sustentabilidade?

  • Projeto de Eficiência Energética;
  • Projeto de Captação de Água da Chuva;
  • Projeto de Energia Fotovoltaica;
  • Projetos com algum selo ou certificação oficial.

Quais são os principais selos e certificações que comprovam a sustentabilidade do projeto?

O que abrange?

Depende de cada projeto, mas de modo geral:

  • Prancha de detalhamento para cada projeto;
  • Planilha com a estimativa da vida útil de componentes;
  • Análise térmica, acústica e sonora;
  • Análise de gestão da água.

Quando vou precisar desse projeto? 

  • Desejar construir;
  • Precisar fazer uma reforma;
  • Desejar ter economia na obra;
  • Desejar agregar mais valor a construção;
  • Quando quiser obter os selos de sustentabilidade dados pelos órgãos competentes;
  • Quando desejar ter uma construção mais independente;
  • Quando almejar executar uma obra sustentável com planejamento.

Solução 

  • Economias de água e energia; 
  • Melhor uso da iluminação do sol;
  • Ambientes com temperaturas melhor reguladas;
  • Ambientes melhor ventilados;
  • Diminuição de custos no longo prazo;
  • Melhor estimativa da vida útil dos componentes da construção.
  • Aumentar a velocidade de vendas; 
  • Economia de recursos nas obras e na operação. 
  • Menores custos de condomínio; 
  • Melhores condições de conservação e manutenção da edificação; 
  • Melhores condições de conforto e saúde nos ambientes e nos espaços; Melhor qualidade de funcionamento dos sistemas da edificação; 
  • Menor demanda sobre a infraestrutura urbana; 
  • Menor demanda de recursos hídricos e energéticos; 
  • Menor impacto à vizinhança; 
  • Redução de resíduos e valorização, das emissões de gases de efeito estufa e poluentes; 
  • Gestão de riscos naturais e tecnológicos sobre solo, água, ar e energia.
ENVIAR MENSAGEM
Estamos online!